A Formação Inicial de Professores em Angola: percepções de Professores do ISCED de Cabinda e do Huambo

Helena Canhici, Carlinda Leite, Preciosa Fernandes

Resumo


O artigo analisa percepções de professores dos Institutos Superiores de Ciências da Educação (ISCED) de Cabinda e do Huambo, em Angola, sobre características dos modelos de formação inicial de professores seguidos naquelas instituições. Essas percepções foram recolhidas através de inquérito por questionário com perguntas fechadas, numa escala de Likert. As respostas dos 107 professores foram tratadas por uma estatística simples, com apoio do programa SPSS, e os discursos relativos à pergunta aberta foram analisadas pela técnica da análise conteúdo. Os resultados apontam para o reconhecimento de que os modelos seguidos potenciam nos futuros professores a capacidade de refletir sobre os problemas sociais e educacionais do país embora precisem de se reorganizar de modo a responder aos desafios que se colocam neste século XXI. Segundo os professores inquiridos é importante a formação integrar componentes teóricas e práticas, promover o desenvolvimento de competências pedagógicas e científicas, e proporcionar aos estudantes, futuros professores, contato com atividades de iniciação à investigação científica e de extensão universitária.


Palavras-chave


Formação inicial de professores. Angola. Modelos de formação de professores. Percepções de professores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26568/2359-2087.2019.4212



Direitos autorais 2019 EDUCA - Revista Multidisciplinar em Educação



Revista EDUCA     |     e-ISSN 2359-2087     |     DOI https://doi.org/10.26568

A Revista Educa é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto.

Educa Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Educa es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.