Criação e representação de analogias por meio de linguagem corporal: investigando uma situação em sala de aula

Welington Francisco, Wilmo Ernesto Francisco Junior, Amanda Lira dos Santos, Silvina Cordero

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar uma estratégia de ensino baseada na elaboração e representação de analogias utilizando expressões corporais. As analogias foram criadas por um grupo de estudantes para representar fenômenos experimentais em nível atômico-molecular, que em seguida foram apresentadas aos demais estudantes que deveriam interpretar o experimento por meio das cenas produzidas. Tanto as analogias como a interpretação dos experimentos consideraram importantes relações conceituais, o que evidenciou a apropriação de conceitos químicos. O uso das analogias por expressões corporais promove uma dialogicidade diferente na aula, pois vai além da linguagem verbal, favorecendo o processo de modelização cognitiva pelos estudantes.


Palavras-chave


Analogia, lúdico, representação corporais.

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.26568/2359-2087.2019.3994



Direitos autorais 2019 EDUCA - Revista Multidisciplinar em Educação



Revista EDUCA     |     e-ISSN 2359-2087     |     DOI https://doi.org/10.26568

A Revista Educa é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto.

Educa Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Educa es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.