Professores e suas percepções, conhecimentos e práticas em saúde bucal

Luiz Antonio Alcântara Madureira, Maria Lucia Vinha

Resumo


Considerando-se a importância da promoção da saúde bucal na vida da criança, a formação de hábitos alimentares e de higiene é necessária. Para isso, a inclusão do tema “promoção em saúde bucal” no currículo escolar é essencial. O objetivo do trabalho é explorar o cenário de demandas sociais e a necessidade de uma nova formação para educadores do Ensino Fundamental com base em novas metodologias de ensino em Saúde Bucal, a fim de fornecer dados concretos para subsidiar o planejamento de ações sobre Educação em Saúde Bucal nas escolas, de forma multiprofissional, envolvendo professores e equipes especializadas. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e de campo, de caráter descritivo, com abordagem quanti- qualitativa, cuja coleta de dados se deu em 11 escolas da rede Municipal de Fazenda Rio Grande/PR, em uma população de 677 professores da rede pública de ensino. Pelos resultados da pesquisa, constatou-se que é preciso mudar comportamento, mudar dieta, enfim, estar orientado e motivado, tendo a certeza de que, sobretudo, buscar a melhoria da qualidade de vida através de ações educativas em saúde é exercer a plena cidadania. Espera-se, ao término desse trabalho que novos estudos sejam realizados, aprofundando o tema no aperfeiçoamento de sua prática.


Palavras-chave


Saúde Bucal. Promoção da saúde. Educação. Professores. Alunos.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAHÃO, A. L.; GARCIA, A. L. S. Sobre o exercício da educação em saúde: um estudo bibliográfico da prática em enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 31, n. 6, p. 155-162, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria da Educação Fundamental. Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. 1997.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Notas Estatísticas Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. 98 Censo Escolar 2017. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/notas_estatisticas/2018/notas_estatisticas_Censo_Escolar_2017.pdf. Acesso em: 10 out. 2018.

CONCEIÇÃO, J. A. N. Conceito de saúde escolar. In: Saúde escolar: a criança, a vida e a escola. São Paulo: Sarvier, p. 8-15, 1994.

FERRETO, L. E.; FAGUNDES, M. E. Conhecimentos e práticas em saúde bucal de professores dos centros municipais de educação infantil de Francisco Beltrão. Campinas: UNICAMP, 2009.

FRANCHIN V, BASTING RT, MUSSI AA, FLÓRIO FM. A importância do professor como agente multiplicador de saúde bucal. Revista da ABENO. São Paulo, v. 6, n. 2, p. 102-108, jul/dez, 2006.

FREIRE, P. Cartas à Cristina. Notas de Ana Maria Araújo Freire. São Paulo: Paz e Terra. 1994.

FOCESI, E. Educação em Saúde na escola. O papel do professor. Revista Brasileira Saúde do Escolar, v. 1, n. 2, p. 4-8, 1990.

GARBIN, C. A. S.; ROVIDA, T. A. S.; PERUCHINI, L. F. D.; MARTINS, R. J. Conhecimento sobre saúde bucal e práticas desenvolvidas por professores do ensino fundamental e médio. Revista RFO UFP, Passo Fundo, v. 18, n. 3, p. 321-327, set./dez, 2013.

GIROUX, H. A. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

GONÇALVES, R. H. P. Construção de um projeto de intervenção em saúde bucal para uma escola municipal de Cabo Verde. Campos Gerais: UFMG, 2011.

HANAUER, Deborah. A escola e a família como estratégias sociais na promoção de saúde bucal infantil. Florianópolis: UFSC, 2011.

KISHIMOTO, T. M. Brinquedos e brincadeiras na educação infantil. In: I SEMINÁRIO NACIONAL: CURRÍCULO EM MOVIMENTO – PERSPECTIVAS ATUAIS, 1. 2010. Belo Horizonte. Anais. Belo Horizonte, 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2018.

KOHL, M. O. Vygotsky, aprendizado e desenvolvimento: um processo sócio-histórico. São Paulo: Scipione, 2010.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 2. ed. São Paulo: Ed. Cortez, 2013.

LIBÂNEO, J. C. Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Alternativa, 2004.

MORENO, M. Temas Transversais: um ensino voltado para o futuro. In: BUSQUETS, M. D. et al. Temas Transversais em Educação: bases para uma formação integral. 2. ed. São Paulo; Ática, 1998, p. 19-59.

OLIVEIRA, A. P.C.N. Parâmetros Curriculares Nacionais: Tema Transversal Saúde. Disponível em: . Acesso em: 12 abr 2018.

OLIVEIRA, M.A.F.C.; BUENO, S.M.V. Comunicação educativa do enfermeiro na promoção da saúde sexual escolar. Rev.latino-Am.enfermagem, Ribeirão Preto, v. 5, n. 3, p.71-81, 1997.

PAULETO, A. R. C.; PEREIRA, M. L.; CYRINO, E. G. Saúde bucal: uma revisão crítica sobre programações educativas para escolares. Ciências & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 121-130, 2004.

PORTO, Vitório. Saúde bucal e condições de vida: uma contribuição do estudo epidemiológico para a inserção de atenção à saúde bucal no SUS. 2002. (Dissertação de mestrado) - Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Botucatu, 2002.

SANTOS, Karina Tonini dos. Educação em saúde bucal na escola: uma análise dos sujeitos envolvidos no processo. 2009. (Tese de Doutorado) - Faculdade de Medicina de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, Araçatuba, 2009.

SAVIANI, Demerval. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2000.

VASCONCELOS, R.; MATTA, M. L.; PORDEUS, I.; PAIVA, S. Escola um espaço importante de informação em saúde bucal para população infantil. Revista da Faculdade de Odontologia de São José dos Campos, São José dos Campos, ano 3, v. 4, n. 3, p. 43-51, set./dez. 2001.

VASEL, J.; BOTTAN, E. R.; CAMPOS, L. C. Educação em saúde bucal: análise do conhecimento dos professores do ensino fundamental de um município da região do Vale do Itapocu (SC). Revista RSBO. Região de Joinville - Univille, v. 5, n. 2, p. 12-18, 2008

VYGOTSKY, L. S. A Formação Social da Mente. São Paulo: Martins Fontes. 1984.




DOI: https://doi.org/10.26568/2359-2087.2019.3332



Direitos autorais 2019 EDUCA - Revista Multidisciplinar em Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista EDUCA     |     e-ISSN 2359-2087     |     DOI https://doi.org/10.26568

A Revista Educa é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto.

Educa Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Educa es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.