Escolas públicas matogrossenses no início da república brasileira (1889-1908)

Nilce Vieira Campos Ferreira, Yésica Paola Montes Geles

Resumo


Privilegiamos como recorte temporal e espacial os anos de 1889-1908,no município de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, tendo como especificidades a organização das atividades pedagógicas cotidianas em salas de aula, e objetivamos analisar como estava organizada a instrução pública mato-grossense no período em estudo. Trazemos as seguintes problemáticas a serem investigadas: a defesa da escola pública moderna apresentou consonância ao modelo de escola instituído em Cuiabá? As escolas públicas cuiabanas eram subsidiadas por materiais didáticos e infraestrutura adequada ao desenvolvimento das atividades em sala de aula? Utilizamos como fontes históricas oficiais as Mensagens dos Presidentes de Estado, leis e decretos referentes à instrução pública primária; relatórios da instrução pública. Ressalvamos que em 1889, ano da Proclamação da República Brasileira, persistiam problemas existentes nas escolas mato-grossenses como a precariedade e ausência de recursos didáticos; inexistência de profissionais habilitados, assuntos reiteradamente expostos nas mensagens emitidas pelos governantes.


Palavras-chave


Descentralização do ensino. Instrução Pública. História da Educação mato-grossense.

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.26568/2359-2087.2017.2956



Direitos autorais 2018 EDUCA - Revista Multidisciplinar em Educação



Revista EDUCA     |     e-ISSN 2359-2087     |     DOI https://doi.org/10.26568

A Revista Educa é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto.

Educa Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Educa es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.