Formação Continuada e grupos colaborativos: algumas considerações

Claudia Aparecida Prates, Maria Cândida Müller

Resumo


Este artigo é parte do estudo realizado durante o desenvolvimento da pesquisa de mestrado da primeira autora sobre formação continuada de docentes em grupos colaborativos de estudo e aprendizagem do professor. Apresenta os  resultados preliminares da pesquisa exploratória sobre a formação acadêmica e complementar dos professores do Instituto Federal de Rondônia -IFRO - Câmpus Vilhena, participantes do grupo colaborativo de estudo sobre a temática avaliação da aprendizagem e que foram colaboradores da pesquisa.  Distribui-se em três seções: a primeira traz algumas reflexões sobre formação continuada após a promulgação da Lei 9394/96. A segunda seção aborda a constituição de  grupos colaborativos como possibilidade de  formação continuada no contexto do IFRO - Câmpus Vilhena e  a  terceira  apresenta o perfil dos participantes do grupo colaborativo sobre avaliação da aprendizagem.


Palavras-chave


Formação Docente. Grupo Colaborativo. Formação Continuada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26568/2359-2087.2015.1622



Direitos autorais



Revista EDUCA     |     e-ISSN 2359-2087     |     DOI https://doi.org/10.26568

A Revista Educa é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto.

Educa Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Educa es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.