A perspectiva do letramento no processo de avaliação em larga escala

Ezequiel Ferreira Barbosa, Suely Aparecida do Nascimento Mascarenhas

Resumo


Neste artigo abordam-se questões sobre o letramento, partindo do princípio de que o domínio da leitura e da escrita é condição básica para o exercício pleno da cidadania. Assim, faz-se uma breve revisão dos aspectos legais que tratam da leitura como objetivo da formação básica do cidadão, mediante o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura. Abordam-se também as concepções de letramento de alguns estudiosos brasileiros e a perspectiva de letramento nas avaliações em larga escala. Apresentam-se ainda resultados do Sistema de Avalição da Educação Básica e Sistema de Avaliação Educacional de Rondônia sobre os índices do nível de letramento no Brasil e no Estado de Rondônia a fim de justificar a discussão proposta para propor uma reflexão do papel dos professores como agentes de letramento.

 


Palavras-chave


Letramento. Leitura. Escrita. Cidadania. Educação Básica. Saeb.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26568/2359-2087.2014.1204



Direitos autorais



Revista EDUCA     |     e-ISSN 2359-2087     |     DOI https://doi.org/10.26568

A Revista Educa é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto.

Educa Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Educa es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.