Relações interétnicas: indígenas, cidade e escola urbana

Patrícia Dias, Josélia Gomes Neves, Armelinda Borges da Silva

Resumo


 

 O presente trabalho tem como principal objetivo discutir a temática migração indígena para cidade bem como as repercussões causadas pela sua presença neste espaço, principalmente no contexto escolar urbano. Evidenciou que devido aos conflituosos processos de colonização, em especial na Amazônia, grande parte das populações indígenas foi dispersada ou dizimada no decorrer da história e, hoje, com a aproximação entre aldeia e cidade, a procura por trabalho, educação ou melhoria de vida em função dos movimentos indígenas e a procura pela escola urbana são motivos que levam índios de diversas etnias a vir morar na área urbana. Outro fato presente também neste estudo é que nem sempre esta escola que o indígena vem buscar por acreditar ser de melhor qualidade, atende as suas expectativas, o que sugere possíveis demandas para o aprofundamento da educação intercultural no processo escolar.


Palavras-chave


Povos Indígenas Urbanos. Escolas Públicas. Educação Intercultural

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26568/2359-2087.2014.1187



Direitos autorais



Revista EDUCA     |     e-ISSN 2359-2087     |     DOI https://doi.org/10.26568

A Revista Educa é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto.

Educa Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Educa es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.